A resposta para a vida o universo e tudo o mais

Acredito que já seja de conhecimento de todos que Paulo Coelho e Raul Seixas, quando se referiam a Sociedade Alternativa ou a alquimistas, estavam nada mais nada menos do que recitando Aleister Crowley. A Thelema, o faça o que tu queres, a transformação de pedra em ouro.

Até eu já comentei por aqui, sobre como a vida só pode ser declarada boa ou ruim de acordo com a própria pessoa que a vive. E mais do que isso, nossa percepção do mundo nos afeta e nosso mundo se afeta com nossa percepção.

Então como isolar todo o ruído exterior, para sabermos o que devemos fazer? Qual a vida que queremos seguir?

A busca do Eu seria realmente uma busca pelo divino, como Alan Moore simplifica. Ou seria algo a mais?

Seria algo intangível, como um sonho lúcido de uma noite estranha. Ou seria algo tão próximo, como um animal atrelado a nós?

Será que é preciso negar a si mesmo, como Jesus disse? Onde navegar é preciso e viver, não?

42.