#Pride - Parada Gay em Dublin

No sábado dia 25 de junho aconteceu em Dublin o Pride (dia do orgulho Gay, mais ou menos no estilo Parada Gay de São Paulo).

Não sei como funciona no Brasil, mas por aqui há um desfile (que pelo que eu entendi foi dominado pelas empresas, principalmente de TI) e o "evento" propriamente dito em um dos parques, com comida, pessoas recitando poesia e etc.

Para quem não sabe, a República da Irlanda votou alguns anos atrás pelo casamento igualitário. Então o país, apesar da forte influência católica (crianças não batizadas tem problemas em entrar em certas escolas) o país vem se tornando bem liberal (nos costumes).

Então não é nenhuma surpressa que praticamente todo o comércio da cidade apoiou a causa, seja indo no desfile com seus funcionários ou com bandeiras em seus estabelecimentos durante toda a semana.

Mas nem tudo são flores (ou arco-íris?). Um dos pontos de reclamações da comunidade LGBT também foi o dito "apoio das corporações". Não que tenha algo de errado com o apoio em si, mas elas acabaram roubando o foco da parada e despolitizando o dia.

O problema de transformar qualquer coisa em carnaval como estamos acostumados, ou em uma grande propaganda como os estadounidenses fazem, é que calamos aqueles que tem poucas chances de se expressar. Sem poder apontar para os problemas que a comunidade LGBT enfrenta na cidade (que ainda não é tão segura para eles como deveria ser), a comunidade não consegue tentar dialogar para mudar a sociedade em que eles vivem.

Talvez seja hora de pararmos de mostrar para todo o mundo o como "apoiamos as minorias" e passar a dar suporte para que elas tenham voz...