Visitando o Museu Nacional de Cardiff

O Museu Nacional de Cardiff além de um museu, como o nome revela, também é uma galeria de arte. A entrada é franca, e o museu é mantido por doações dos visitantes.

Assim que você entra no museu, você se depara a sua direita com uma coleção de medalhas militares da segunda guerra mundial. A exibição inclui as medalhas dos dois lados, o que eu achei muito interessante, pois nunca tinha visto medalhas nazistas.

A primeira coisa a chamar realmente a atenção na entrada é a porta da área de ciência natural, onde é possível ver fósseis de diversos animais (incluindo dinossauros do País de Gales até animais mordernos). Toda a viagem histórica é muito bem contada nas placas e é possível acompanhar toda a evolução dos seres humanos e outros seres.

O mais legal dessa exposição, é o foco em Cardiff ao longo do tempo, então podemos ver o clima e a localização geografica de Cardiff se modificando conforme o passar das eras.

Para quem gosta de música, a coleção de fotografias do Chalkie Davies é imperdível. Com fotos dos Ramones até o Elvis.

A exposição "Fragile?" é muito surpreendente. Confesso que quase pulei ela, pois não estava no clima de ver porcelana. Mas a história que um artefato de cozinha (que já foi considerado um artefato de luxo) pode contar é impressionante! O comércio entre China e Reino Unido se modificou muito por conta disso.

E por fim, mas não menos importante, existe uma sala no Museu com uma parede enorme de alto-falantes, onde você pode colocar um vinil para tocar. É muito legal a sensação de ouvir a música que você escolheu enquanto caminha na área de arte moderna.

Acredito que dê para ver tudo em uma manhã, mas caso queira passar o dia no museu, existem alguns restaurantes ali dentro. Mas eles são um tanto caros, sugiro levar seu próprio lanche.