Itália, o retorno - Lago di Garda

Lago di Garda é o maior lago da Itália, é um local bem conhecido pelos italianos para passar feriados e finais de semana. Mesmo o lugar não sendo uma praia, no local é possível encontrar pessoas tomando sol, nadando ou praticando esportes (em especial o windsurf). A região é cercada por outros lagos.

Não me arrisquei a entrar na água, pois achei um tanto fria, mas muitas pessoas estavam nadando quando passamos por lá. O local é muito belo, agradando todos os gostos: bares próximos ao lago, esportes radicais, trilhas e lugares para relaxar.

Fomos especificamente na parte norte do lago, onde havia diversos pontos de acampamento para trailers e alemães em toda parte (maioria dos carros tinham placas alemãs). Os comerciantes nessa área também foram bem amistosos. Estávamos procurando um local que vendesse gelo para nossa bolsa térmica e entramos num restaurante para perguntar se eles sabiam algum mercado que venderia (tínhamos ido em um que não vendia, algumas horas antes). A atendente disse que não, mas que poderia dar alguns deles próprios e pegou um pratinho de plástico com alguns gelos para nós.

Infelizmente não aproveitamos tanto o local, dado que as tempestades de verão decidiram vir um pouco mais cedo naquele dia. Mas conseguimos fazer um mini-picnic próximos a um outro lago menor. Diferentemente de outros lugares, apesar da quantidade de pessoas, o lago di garda era calmo e bem pacífico. Acredito que algo mais romântico na beira dele seja totalmente possível, principalmente pela falta de leis relativas a beber em público :).

Em alguns pontos do lago é possível pescar, onde estávamos especificamente era proibido.

O lago é um local perfeito para passar um dia, se você gosta de natureza, vai encontrar diversos lugares para ir ao entorno dele. Os restaurantes nas proximidades não são os mais baratos, mas de novo, nada muito extravagante.