A gente não quer só bebida, a gente...

Esse é meu primeiro texto sobre a crise. Crise? Sim! Dilma e tal, né? Não.

A crise na Europa foi particulamente cruel para a Grécia e a Irlanda, que chegaram a cogitar dar calote no Banco Central Europeu e sair da zona do Euro. No final das discussões entre esses países e o Banco na Alemanha, foi estabelecido algumas sanções em troca de uma extensão de prazo/novos empréstimos.

Como toda boa sanção capitalista, essas condições não incluiam empresas ou bancos, mas o povo. Aqui na Irlanda, tivemos duas medidas do governo logo após a crise que revoltaram boa parte da população. A TV pública (tipo a nossa globo, SBT e Record) passou a ser paga. A água que era gratuíta, passou a ser cobrada.

Todas as pessoas que tem TV em casa, passaram a ser obrigadas a pagar uma taxa anual para o governo. Imagina isso acontecendo no Brasil. Você classe média/alta com SKY tendo que pagar uma taxa fixa a mais para o governo? Ou imagina você, classe baixa, que já sua para gastar com cultura, tendo que pagar essa mesma taxa? E para ter acesso somente aos canais abertos!

Repare que eu disse: "quem tem televisão em casa, tem que pagar". Como saber quem tem televisão? (Não é todo mundo, pois eu por exemplo tenho um monitor para o video-game/netflix e não tenho televisão propriamente dita). Simples, eles mandam agentes do governo entrarem na sua casa (você pode recusar, mas eles podem te cobrar a anualidade) para averiguar.

E você ai achando que o problema era o comunismo, né?

Elias, e a água?

Ah sim caro leitor, a água aqui era "de graça" (o governo trata a água e devolve pro povo, obviamente tirando dinheiro dos impostos). Por conta da sanção, o povo teve que começar a pagar uma anualidade para o governo pela água (além de não ser muito claro se o governo continua tirando dinheiro dos impostos para fazer isso).

Claro que você pode alegar que no Brasil nós pagamos pela água e não é nada estranho os irlandeses terem que começar agora, né? O truque aqui é lembrar que eles estão pagando simplesmente para que o governo repasse esse dinheiro para o Banco Central Europeu afim de pagar a dívida. Ai é treta, né?

Ai é treta! Várias pessoas estão saindo nas ruas para protestar contra essas medidas. Porém várias, não é maioria. Os protestos que vi tinham no máximo 100 pessoas. Por isso não sei se isso terá algum efeito no governo.